Nagro

Autor

jun 17, 2020


Compartilhe




Tags

Atualmente, é difícil imaginar o campo sem tecnologia. O produtor rural está mais do que acostumado com aplicativos e softwares de gestão, mapas e imagens de satélite, sistemas de meteorologia e até máquinas que trabalham sozinhas.

Além de aproveitar toda a tecnologia aplicada ao gerenciamento de suas propriedades, agora o produtor também pode se cadastrar, solicitar e receber crédito digitalmente, direto pelo smartphone ou tablet.

Isso porque foi registrada a primeira Cédula de Produtor Rural (CPR) 100% digital entre um produtor rural, cliente da Nagro e o Banco do Brasil, instituição financeira parceira do homem do campo. A Nagro possibilitou que todo o processo fosse feito digitalmente.

O cadastro e a solicitação de crédito foram realizados pela Nagro na plataforma disponibilizada pelo Banco do Brasil, com dados exportados do software da Nagro, o AgRisk (antigo Nagro Cred).

AgRisk é uma plataforma que dá segurança a todas as empresas que concedem crédito a produtores rurais. Uma ferramenta web com soluções inovadoras que possibilitam análises eficazes para reduzir os riscos das operações de crédito.

Com a tecnologia AgRisk, é possível fazer consultas em mais de 30 fontes de dados, trazendo mais assertividade nas análises. As consultas são realizadas em poucos segundos para dar mais agilidade às tomadas de decisão.

Após análise, a operação foi validada pela diretoria de crédito do Banco do Brasil (DICRE) que, após a aprovação, enviou a cédula por e-mail ao produtor, que assinou digitalmente via certificado digital. A transação foi devidamente registrada na Central Eletrônica de Registro de Imóveis do Estado de Minas (CRI-MG).

Toda a operação levou cerca de 10 dias, entre o cadastro do produtor, aprovação de crédito, emissão da cédula, assinatura digital e registro. Esta última etapa levou 4 dias, sendo 2 deles para ajustes na documentação do registro.

O Cartório de Registro de Imóveis de Vazante (MG), responsável pelo registro da CPR, emitiu nota: “Tivemos a honra de realizar o primeiro registro de cédula rural em nossa serventia através da Central Eletrônica de Registro de Imóveis de Minas Gerais. Foi um processo rápido, prático e seguro. Diante do cenário atual que estamos vivendo com a inesperada pandemia de Covid-19, a utilização dessa ferramenta adotada pela Corregedoria de Justiça de Minas Gerais estabelece diretrizes que asseguram a continuidade de prestação de serviços e informações por meio eletrônico.” A nota continua: “No âmbito do agronegócio, o registro eletrônico facilitará o trabalho dos produtores rurais que não precisarão se deslocar até o cartório para registrar seus títulos, reduzindo seus custos e ganhando de tempo. Assim, as Centrais são fundamentais para a evolução dos serviços prestados pelos cartórios de Registro de Imóveis, tornando conveniente registrar atos cartoriais através desse sistema”.

Esse processo de emissão, assinatura e registro público da primeira CPR 100% digital abre um novo precedente para o produtor rural e chega para impulsionar ainda mais o crescimento do agronegócio no Brasil.

A possibilidade de solicitar e receber crédito sem sair da fazenda faz com que o produtor rural tenha mais tempo para se preocupar com o que realmente interessa: a sua propriedade e os seus negócios.

Mais uma vez, a tecnologia aparece como braço forte para ajudar os produtores e toda a cadeia produtiva nacional.

Sobre a Nagro

A Nagro facilita o acesso do produtor rural a variadas fontes de crédito. Através da tecnologia, eliminamos a complexidade para se obter crédito, com processos simplificados, agilidade, organização e principalmente segurança para garantir a privacidade e proteção dos seus dados.


Posts relacionados